Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Desde 2011, a Associação com o apoio de outras entidades representativas do setor, busca junto à Secretaria Estadual de Saúde, no período da campanha de vacinação contra a Influenza A tipo H1N1, a obtenção de doses da vacina para motoristas e demais operadores logísticos do setor, que se tornam vulneráveis tendo em vista as aglomerações diárias em áreas de trânsito de mercadorias e trâmites aduaneiros.

Neste ano, além do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística da Fronteira Oeste (SETAL) e o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Carga de Linhas Internacionais do RS (SINDMERCOSUL), entre outros, a ABTI está tendo o apoio do Senador Luis Carlos Heinze e do Deputado Estadual Frederico Antunes, que como sempre, estão engajados em ajudar a entidade a buscar o avanço do setor.

Considerando que o transporte rodoviário de cargas abrange diversos operadores de comércio exterior, como servidores públicos, despachantes aduaneiros, transportadores e motoristas, e que estes envolvem um grande fluxo de pessoas, a medida visa evitar a disseminação do vírus da gripe pelos espaços onde transitam esses profissionais. Em função disso, existe a necessidade de incluir as categorias citadas nas fases iniciais da campanha de vacinação contra o vírus "Influenza" (tetravalente), como medida de proteção a saúde e bem-estar.

Em anos anteriores, a Secretaria de Saúde colaborou com o envio de doses adicionais liberando cerca de cinco mil vacinas somente para os profissionais do transporte. Neste ano, a solicitação visa o recebimento de 15.000 doses da vacina e a campanha deverá ser realizada nos recintos alfandegados das fronteiras, mantendo convênios de cooperação para controle e vacinação com o CEREST, Prefeituras e Concessionárias, garantindo a segurança e transparência do processo.

Até o momento, a ABTI não obteve retorno quanto a sua solicitação. Por isso, a entidade encaminhou o pedido também para outros órgãos competentes a fim de reforçar a importância de disponibilizar as vacinas como medida de fortalecimento da imunidade dos profissionais do setor, especialmente dos motoristas, que são responsáveis pelo abastecimento de insumos essenciais para a sociedade neste período de crise.

ABTI encaminha solicitação de medidas preventivas à ANVISA

Ainda, a Associação preocupada com a exposição dos profissionais do setor à pandemia do coronavírus (Covid-19), encaminhou à ANVISA, que é responsável pelo controle sanitário nas Áreas de Controle Integrado (ACIs) e/ou Portos Secos, uma série de solicitações quanto a implementação de medidas preventivas essenciais para o enfrentamento da enfermidade.

Nos moldes da Portaria 295 de 18 de março de 2020, a ABTI solicita que as medidas a serem tomadas sejam baseadas na aplicação dos seguintes procedimentos:

• Motoristas terão que obrigatoriamente passar pelo controle de sintomas da gripe (febre, tosse, falta de ar) assim que ingressar ao Porto Seco, e se for o caso, deverão ser encaminhados aos postos de triagem definidos pela Prefeitura;
• As orientações disponíveis no site do Ministério da Saúde sobre a técnica correta para a higiene das mãos com água corrente e sabonete líquido e/ou álcool devem ser seguidas, sendo os produtos disponibilizados em pontos estratégicos do porto;
• Solicitar, sempre que necessário, a higienização adicional dos ambientes e superfícies (principalmente as mais tocadas);
• Manter os ambientes ventilados, com as janelas abertas sempre que possível.

Ciente de que a luta contra a Covid-19 depende do esforço e cuidado de todos, a ABTI aguarda o parecer favorável do órgão para execução das medidas preventivas sugeridas.

Rua General Bento Martins, 2350
Uruguaiana - RS - Brasil
Cep: 97501-546
abti@abti.org.br

logoBoto

Siga-nos

face twitter in

+55 55 3413.2828
+55 55 3413.1792
+55 55 3413.2258
+55 55 3413.2004